Walmart usa ferramenta de comunicação para apoio operacional e mudança cultural

publicado 29/01/2016 15h39, última modificação 29/01/2016 15h39
São Paulo – Plataforma Microsoft SharePoint ajudou varejista a organizar fluxo de comunicações
comite-de-marketing-e-gestao-de-pessoas-1835.html

A necessidade do Walmart em informar rapidamente suas lojas sobre políticas de preço e estratégias de varejo levou a multinacional a adotar conceitos de comunicação interna para melhorar o fluxo de instruções operacionais e apoiar a mudança cultural que viria dessa reorganização administrativa.

Andreia Nunes, diretora de talentos e RH do Walmart, participou da reunião conjunta dos comitês de Marketing e Gestão de Pessoas da Amcham – São Paulo na quinta-feira (28/1), e disse que sua empresa define a área de comunicação segundo o foco de cada país.

“Quando é importante se posicionar sobre aspectos reputacionais ou temas políticos, a área fica na estrutura de Assuntos Corporativos. Se o foco é fortalecimento de cultura e engajamento, fica no organograma de Capital Humano (RH), como é o caso do Brasil”, afirma Andreia.

Em temas institucionais ou gestão de crise, a executiva destaca que a área trabalha em conjunto com a Comunicação Externa (assessoria de imprensa). Marcos Madureira, vice-presidente executivo de comunicação do Santander, também foi um dos convidados da reunião e disse que sua área está na estrutura de Assuntos Corporativos.

Walmart

No Brasil, o Walmart tem 75,5 mil funcionários para atender às 540 lojas espalhadas em 18 estados e era necessário dar agilidade ao envio de informações comerciais a toda a rede. “Todo líder de loja recebia quase nove mil e-mails por mês, tinha que dar encaminhamento a eles e ainda administrar as vendas”, conta Andreia.

Todo tipo de informação era enviadas nos e-mails, até de forma repetitiva ao longo do dia. Além de informações comerciais, como políticas de preços e reposicionamento de mercadorias, os gestores tinham que ler os comunicados corporativos.

Para dar agilidade ao processo, foi preciso adotar uma plataforma de gerenciamento de projetos e tarefas, e o sistema escolhido foi o Microsoft SharePoint. As áreas passaram a enviar todas as informações ao sistema, que organizava por prioridades e disponibilizava aos líderes de loja.

Em paralelo, foi criada uma campanha de comunicação e treinamento para adequar os colaboradores ao novo uso da ferramenta. “Temos funcionários não alfabetizados, e tivemos que trabalhar nas vertentes de conscientização e capacitação”, conta Andreia.

Como a ferramenta concentrou todos os comunicados operacionais, a duplicidade de informações e a necessidade de os líderes conferirem as mensagens se reduziram drasticamente durante o expediente. Outras mensagens e assuntos corporativos passaram a ser enviados por outros canais.

O fluxo e a qualidade da informação melhoraram, segundo Andreia. “93% dos usuários disseram que a plataforma facilita o trabalho deles, e 98% considera as mensagens relevantes para o negócio.”

Santander

No Santander, a área de comunicação interna concentra e define a divulgação dos assuntos definidos pelo banco na mídia ou em canais próprios, além de temas operacionais. “Atualmente, falamos sobre sete temas que são definidos e aprovados com as áreas de negócios, norteando a comunicação do banco”, conta Marcos Madureira, vice-presidente executivo de comunicação do Santander.

Além de se posicionar na mídia, o banco possui canais impressos e digitais para transmitir e reforçar a filosofia de trabalho junto aos 50 mil colaboradores. “A mídia social mudou a forma de se comunicar com os clientes, e temos um público jovem que acessa este canal”, comenta.

 

registrado em: