3M, Groupon e MCassab inovam seus modelos de negócios

por lays_shiromaru — publicado 01/06/2015 15h52, última modificação 01/06/2015 15h52
São Paulo – Empresas expõem casos de sucesso no Fórum de Inovação e Tecnologia da Amcham
forum-inovacao-e-tecnologia-153.html

As empresas 3M, Groupon e MCassab tiveram que transformar seus modelos de gestão ao longo dos anos para garantir a continuidade dos negócios. Elas compartilharam seus casos no Fórum de Inovação e Tecnologia da Amcham-São Paulo na sexta (29/05).

Groupon

“O Groupon teve que se reinventar várias vezes e em pouco tempo”, disse Gabriel Frank, diretor de Recursos Humanos da companhia. Com quase sete anos de operação, o Groupon experimentou um crescimento acelerado no começo, no mercado de compras coletivas. “O e-mail era nossa principal ferramenta de venda e tem uma limitação física. Possibilitava um número muito pequeno de ofertas e nosso negócio dependia disso”, explica Frank.

Para ampliar seu alcance, a solução foi desenvolver estratégias para incentivar os consumidores a visitarem a página da empresa espontaneamente. Além de fortalecer o relacionamento com os parceiros e aumentar as ofertas diárias de mil para 100 mil, o Groupon expandiu as categorias das vendas. “Começamos a trabalhar com produtos físicos e pacotes de viagens também”, falou.

Frank disse que o investimento em marketing digital e mobile também foi fundamental para a empresa. “Hoje, mais de 50% das vendas são feitas por celular”, revela.

3M

Na 3M, a inovação vem incentivando a transformação dos negócios desde o início. “É o que moveu nossa empresa nesses 114 anos de operação no Brasil”, destacou Alberto Gadioli, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, durante participação no Fórum da Amcham.

A companhia nasceu como uma mineradora, nos Estados Unidos, e hoje tem mais de 55 mil produtos em 50 segmentos de mercado diferentes. “Muita gente conhece a 3M por fitas, mas atualmente um dos nossos principais negócios é biometria. Nossa tecnologia está nos equipamentos do Poupatempo de São Paulo para fazer identidades e da alfândega americana para checagem de passaportes”, conta.

O primeiro passo para inovar é querer fazer, de acordo com Gadioli. Ele diz que a inovação só é possível dentro da empresa por causa das estratégias claras e bem definidas, além do comprometimento dos colaboradores. Para o diretor, outro fator decisivo para o sucesso da 3M é o foco nos clientes. “Tentamos entender os negócios deles para ajudá-los a otimizar processos e a gerar lucros”, diz.

Grupo MCassab

A MCassab é outra empresa que passou por uma grande transformação. Com 87 anos de atuação, o grupo reorganizou recentemente os 16 negócios em três frentes: distribuição, consumo e investimentos. A mudança levou ao reposicionamento de marca e à redefinição do foco.

“Iniciamos o que chamamos de B2B for C, ou seja, todos os negócios têm que estar voltados aos clientes”, ressaltou Fernando Abrantes, superintendente de Distribuição e também participante no Fórum de Inovação e Tecnologia. “Ao invés de trabalhar apenas compra e venda, estamos construindo o negócio junto com clientes e fornecedores.”

Para isso, ele conta que a empresa fortaleceu o alinhamento estratégico e a gestão de pessoas. Com o conceito de “carrinho de pipoca”, a MCassab incentiva a participação e a liderança dos colaboradores. “Dizemos que cada um tem o seu carrinho e vai transformá-lo num grande negócio”, destaca. “Um profissional competente é uma pessoa feliz. Todos podem contribuir e tornar o negócio melhor”. 

registrado em: