Dimensão corporativa e de TICs conceituam “trindade essencial”

publicado 05/11/2014 11h29, última modificação 05/11/2014 11h29
Recife – “Estamos vivendo o nascedouro de uma sociedade e de uma economia do aprendizado. Precisamos das TICs para nos adaptarmos ao novo contexto”, afirma sócio-diretor da Creativante
modelo-agg-8224.html


Os “efeitos da TI na Arquitetura, na Governança e no Crescimento das empresas”  ganhou evidência neste comitê de tecnologia da informação, realizado na Amcham-Recife, em 09/10. Ministrado por José Carlos Cavalcanti, sócio-diretor da Creativante, mestre em planejamento urbano e PhD em economia, o tema foi baseado no seu livro, publicado pela editora Norte- americana, IGI-Global (confira aqui a apresentação completa). 

 Sobre o conceito da “trindade essencial” (Arquitetura, governança e crescimento das empresas), José Carlos comentou que a obra mostra que cada um destes domínios é formado por duas dimensões: a corporativa e a de tecnologias de informação e comunicação (TICs).  Ou seja, no domínio da arquitetura a empresa é vista tanto pela sua dimensão constitutiva corporativa quanto pela dimensão constitutiva das TICs; o mesmo ocorre no domínio da governança.  Já no campo do crescimento, as TICs se incorporam através da questão da inovação. Em resumo, as TICs moldam as organizações em todas as suas etapas constitutivas, desde sua concepção, passando pela estratégia e estrutura até sua evolução.

O palestrante ressaltou a importância do conceito do corporate garage, que serve para impulsionar os funcionários para a veia empreendedora dentro das grandes companhias, como espécies de startups dentro das empresas. A primeira década e meia deste século tem demonstrado que nós estamos vivenciando um mundo de constantes, profundas e complexas mudanças.   “Neste sentido, temos que aceitar o fato de que precisamos aprender, desaprender, reaprender o tempo todo.  Estamos vivendo o nascedouro de uma sociedade e de uma economia do aprendizado.  E para nos adaptarmos bem a este novo contexto, precisamos cada vez mais das TICs”. 

Ferramentas essencias no processamento de dados, informações e conhecimento em volumes, velocidades e variedades nunca vistos, as TICs estão ajudando, e irão ajudar ainda mais, as organizações. Abaixo, a íntegra da apresentação de José Carlos Cavalcanti, da Creativante, no  comitê de tecnologia da informação realizado na Amcham-Recife, em 09/10:

  

 

registrado em: