Fórum de tecnologia da Amcham teve presença do Ethical Hacker da IBM

publicado 11/12/2018 10h48, última modificação 12/12/2018 15h32
Ribeirão Preto - Para Felipe Prado, transformar segurança de dados em uma prática dentro da empresa é essencial
Fórum de Tecnologia.jpg

“A conscientização e a cultura de segurança da informação em uma empresa são fundamentais. Sem isso, você está sujeito a uma falha”, afirma hacker.

A Amcham Ribeirão Preto realizou o Fórum de Tecnologia com o tema “Gestão de Vulnerabilidade Cibernética” no Stream Palace Hotel com palestra de Felipe Prado, trusteer CSM, Malware Research e Ethical Hacker na IBM Brasil e Samara Shuch, advogada associada na Opice Blum, Bruno, Abrusio, e Vainzof Advogados Associados e Especialista em Direito Digital.

Segundo Felipe Prado, o primeiro passo é transformar a segurança de dados em uma prática da empresa. “A conscientização e a cultura de segurança da informação em uma empresa são fundamentais. Sem isso, você está sujeito a uma falha, e não há sistema que resolva falha de conscientização” afirma o hacker.

Prado afirma ainda que esse é um nicho a ser explorado. “Hoje empresas contratam hackers e pagam bem, é uma carreira a ser seguida. As empresas mudaram o conceito, pois o hacker é um profissional que agrega muito valor a segurança da corporação como um todo, porque ele sabe quais são as falhas, como explorar e corrigir” finaliza Felipe Prado.

A especialista em direito digital Samara Schuch falou sobre a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. “O objetivo da lei é facilitar o desenvolvimento econômico e trazer segurança jurídica para aquelas relações que usam o dado como um ativo econômico. O dado se tornou uma moeda de troca entre empresas e a ideia da lei é regulamentar como essa monetização de dados ocorre para trazer segurança para os titulares dos dados pessoais”, explicou.