Sem as startups israelenses, não haveria Waze nem celulares

publicado 06/06/2019 14h45, última modificação 06/06/2019 16h42
São Paulo – Amcham organiza Missão de Inovação em Israel em setembro
Tel Aviv, Israel - Foto Shai Pal-Unsplash.jpg

Tel Aviv, Israel | Foto: Shai Pal/Unsplash

Israel não é maior que o Estado de Sergipe, mas é um gigante global em inovação. Só para citar um exemplo, o aplicativo de trânsito Waze veio de lá. Mas as grandes referências tecnológicas são em telecomunicações e segurança, afirma Eduardo Wurzmann, Secretário-Geral da Confederação Israelita do Brasil (Conib) e conselheiro da Universidade de Tel Aviv, no nosso comitê estratégico de CEOs & Chairpersons de São Paulo, realizado em 5/6.

“Nenhum telefone celular funcionaria se não fossem as startups de Israel. Em nossos celulares, deve haver de 150 a 200 componentes israelenses que vão de dispositivos a softwares e chips”, disse.

Em termos de inovação, uma das vantagens que Israel possui é que todo o ecossistema de inovação (universidades, fundos e centros de pesquisa) e startups está em um raio de 100 quilômetros. “De Haifa (norte do país) a Tel Aviv e Jerusalém (ambos na região central) até Beersheva (sul), está tudo lá. É muito fácil se movimentar”, argumenta.

Israel é uma referência mundial em inovação. Isso é constatado pelo Relatório de Competitividade de 2019 do Fórum Econômico Mundial, que coloca o país na liderança do ranking mundial de competitividade e investimento em pesquisa e desenvolvimento.

RAZÕES DO SUCESSO

A educação básica sólida e facilidade de fazer negócios são as razões apontadas por Wurzmann para o sucesso do país como desenvolvedor de inovações. Segundo o especialista, a Universidade de Tel Aviv é a que mais formou empreendedores unicórnio depois das grandes instituições de ensino americanas.

A boa qualidade da formação básica é complementada pelo treinamento no Exército. “Todos vão. Quando os jovens se alistam, são separados por aptidão. Alguns são selecionados para o combate, enquanto outros vão para áreas de tecnologia, por exemplo. O Exército não é só um período de trincheira, mas de capacitação e liderança”, conta.

Assim que cumprem o serviço militar obrigatório, os jovens israelenses estão mais maduros para cursar uma faculdade. “Eles escolhem suas carreiras com mais conhecimento.”

O alto nível tecnológico justifica o grande investimento das empresas. Todas as grandes companhias americanas têm centros de P&D (pesquisa e desenvolvimento) em Israel, como o Google e a Motorola.

Grandes fundos de venture capital também estão por lá. Segundo Wurzman, o investimento total desses fundos em startups locais soma 4,8 bilhões de dólares. “É um montante quatro vezes maior que temos no Brasil. Aqui o total chega a 1,2 bilhão de dólares”, compara.

DICAS DE NEGÓCIOS

Perguntado por um CEO sobre como potencializar as parcerias em Israel, Wurzmann listou três pontos:

1) Faça a lição de casa

Antes de ir a Israel, defina suas necessidades de inovação. “Se há algum setor específico que vocês pretendem se concentrar, fale com as pessoas. Mesmo que os parceiros não atendam à demanda, vão indicar com quem falar”, disse Wurzmann.

2) Não se acanhe

Até pelo reduzido tamanho do seu território, Israel é conhecido pela facilidade de fazer contatos. “A pessoa que você procura vai te receber, vai retornar o seu contato. Israel é um país muito informal e direto”, observa.

3) Perspectivas de negócios

O alto grau de informalidade permite um diálogo aberto sobre tendências de negócios. Aproveite para explorar novos nichos de atuação, recomenda Wurzmann. “Perguntem sobre o que pode ser transplantado para outros lugares. Por ser um país pequeno, você consegue contatos na hora. Cansei de ver parceiros indicando outros.”

MISSÃO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO

Quer encontrar parceiros de negócios em Israel? Estamos organizando uma Missão Internacional de Inovação em Israel entre 31 de agosto a 8 de setembro.

O objetivo é apresentar aos participantes o ecossistema de empresas e instituições que tornaram o país um dos mais inovadores do mundo. Para mais informações, entre em contato pelo (11) 5180-3808 ou via [email protected]