Executivos debatem na Amcham o que a Lei Anticorrupção muda na gestão das empresas

publicado 22/07/2015 11h07, última modificação 22/07/2015 11h07
São Paulo – Participam Embraer, CPFL, Deutsche Bank, Samsung, Votorantim, TOTVS, PwC, Thomson Reuters e BMA
lei-anticorrupcao-9817.html

Regulamentada em março, a Lei Anticorrupção (12.846/2013) está provocando debates sobre seus impactos na gestão de empresas de variados portes e setores. A Amcham vai reunir grandes empresas e consultorias para discutir as práticas já adotadas e o que será tendência nessa área, no 2º Seminário Lei Anticorrupção, na próxima quarta-feira (29/07), das 08h às 12h30.

Estão confirmadas as participações de executivos da Embraer, Deutche Bank, CPFL, Samsung, Grupo Votorantim, TOTVS, PwC, Thomson Reuters e BMA Advogados.

O evento será aberto com apresentações de Adriana Dantas, sócia das áreas de Ética Corporativa/Compliance e Comércio Internacional do BMA Advogados; Leonardo Lopes, sócio da área de Forensic Services da PwC; e José Leonélio de Souza, Business Development head de Governança, Risco e Compliance para América Latina da Thomson Reuters.

Em seguida, os três vão debater a aplicação da lei em um painel mediado por Maria Cecília Carmona, diretora de Compliance do Deutsche Bank.

A diretora também mediará o painel que vai tratar da perspectiva da iniciativa privada, contando com as participações de Luciana Servija, Chief Compliance Officer da Embraer; Ana Paula de Medeiros Carracedo, head of Governance, Risk  Compliance do Grupo Votorantim; Marco Antônio Bueno, diretor de Riscos, Controles Internos e Processos Consolidados da CPFL; Pyter Stradioto, diretor de Compliance para a América Latina da Samsung; e Silvio Menezes, diretor de Compliance da TOTVS.

Mais informações sobre o seminário estão na página http://www.amcham.com.br/acontece.

registrado em: