5 tendências e 24 cases de sustentabilidade 2021, segundo o Prêmio ECO

publicado 28/05/2021 21h32, última modificação 02/06/2021 11h59
Premiação analisou mais de 120 projetos inscritos, de 15 estados brasileiros, revelando os grandes destaques do ano no tema
Tendências de sustentabilidade premio eco 2021.jpg

Após avaliar 129 iniciativas em edição com recorde de projetos inscritos, a principal premiação de sustentabilidade empresarial do país, nosso Prêmio ECO Amcham, revelou uma curadoria inédita de cinco tendências ESG e 24 cases inspiradores em preservação ambiental, governança e acolhimento social. 

Nossa diretora de Sustentabilidade e responsável pelo ECO há 21 anos, Daniela Aiach, ficou responsável por revelar as tendências identificadas pelo corpo de 59 jurados especialistas avaliadores da premiação. As tendências completas estão disponíveis no material legado da premiação com download gratuito no premioeco.com.br. 

Confira abaixo um resumo dessas 5 tendências do ano e detalhes dos cases de sustentabilidade de destaque no setor privado brasileiro, ou se preferir clique aqui para baixar todos os cases e tendências:  

As cincos Tendências ESG, segundo a curadoria ECO 2021:  

1. Saúde e tecnologia

A tecnologia mostrou sua grande utilidade e importância ao facilitar processos e conectar pessoas. 

2. Acolhimento

Um olhar das empresas para além muros, uma preocupação com as pessoas, dentro e fora das empresas. Uma corrente de solidariedade que tomou conta do país. 

3. Finanças cada vez mais verdes

Crescimento exponencial das emissões de Green Bonds – títulos de dívidas atrelados a projetos sustentáveis.

4. Inovação em sistemas complexos

Ao analisarmos os projetos submetidos pelas indústrias dos mais diversos setores, pudemos perceber muita inovação sendo inserida em processos e produtos.

5. Circularidade e manejo sustentável de resíduos

A logística reversa e a economia circular tomando força de tração, se tornando  elementos fundamentais para diminuir o consumo de recursos naturais.

PROJETOS COMPLETOS

Essas tendências foram observadas com ainda mais força nos 24 vencedores desta edição do Prêmio ECO, selecionados por um corpo de 59 jurados composto por personalidades renomadas no campo da sustentabilidade. 

“Esses padrões nos mostram como o presente está mais sustentável e apontam para o que queremos ver no futuro, ou seja, esses projetos ganhadores são parte da solução sustentável da qual o Brasil e nosso planeta precisam”, afirma nossa CEO, Deborah Vieitas. 

Veja abaixo a lista de todos os vencedores, separados por categoria, desta edição: 

PRODUTOS/SERVIÇOS

Empresa: OLIBI AZEITES ARTESANAIS

Projeto: Agricultura Integrada a Projetos Ambientais

Descrição do projeto: Os projetos de reflorestamento, soltura de aves e olivicultura da fazenda Caminho do Meio instigaram um diálogo próximo com a população de local e com os visitantes que vão à região em busca do ecoturismo, promovendo educação e engajamento de diversos atores e a conservação do meio ambiente.

Empresa: ESTÂNCIA MIMOSA ECOTURISMO

Projeto: Sustentabilidade é a alma do nosso negócio: Estância Mimosa, Bonito, MS

Descrição do projeto: A Fazenda Mimosa decidiu transformar 66% da área total da propriedade em Reserva Particular do Patrimônio Natural. Essa iniciativa promove o ecoturismo focado em inovação, conservação ambiental e desenvolvimento sustentável da região que se encontra.

Empresa: ÓRIGO ENERGIA

Projeto: Fazenda Solar

Descrição do projeto: A Órigo Energia desenvolveu soluções no âmbito de micro e minigeração de energia em regiões vulneráveis no estado de Minas Gerais, focando em clientes que não possuem viabilidade técnica ou capital para investir.

Empresa: ECO PANPLAS

Projeto: Reciclagem a seco de embalagens plásticas contaminadas

Descrição do projeto: A ECO PANPLAS, com uma tecnologia brasileira, desenvolveu um sistema que separa completamente o óleo do plástico moído e do rótulo, de forma ecológica: sem utilização de água, sem geração de resíduos e com um custo 30% menor que os processos que utilizam água. O projeto promove a circularidade de materiais e prova que é possível reduzirmos o desperdício de materiais recicláveis.

Empresa: BRASILSEG - uma empresa BB Seguros

Projeto: Sensoriamento Remoto a favor da sustentabilidade

Descrição do projeto: A BB Seguros lançou um sistema de monitoramento por sensoriamento remoto das lavouras seguradas. A tecnologia exclusiva reúne diversas técnicas, incluindo análises de imagens via satélite, que são capazes de gerar conjuntos de dados para criar índices de informação do desenvolvimento das lavouras.

Empresa: GRUPO SABARÁ

Projeto: Implantação de produção de solução de Clorito de Sódio em escala industrial

Descrição do projeto: O objetivo do projeto do Grupo Sabará foi a construção de uma planta de produção de clorito de sódio, produto até então 100% importado. A unidade foi modelada com foco na redução do consumo de energia, redução da emissão de GEE por transporte para importação e reaproveitamento do subproduto gerado no processo, tornando a unidade zero resíduos.

Empresa: COPASA - MG

Projeto: Programa Engajar para Transformar

Descrição do projeto: O projeto da COPASA visa agregar valor aos serviços de saneamento e aprimorar o relacionamento com os clientes.através de um trabalho de monitoramento e de avaliação dos impactos do relacionamento com a sociedade. Assim, a empresa direciona e otimiza os esforços institucionais para o engajamento das partes envolvidas

PROCESSOS

Empresa: WEBER CONSULTORIA E ENGENHARIA AMBIENTAL

Projeto: Remediação de solo e água subterrânea desenvolvido no Brasil. Aplicação da tecnologia Elecytical Resistance Heating (ERH).

Descrição do projeto: A Weber Ambiental desenvolveu um processo físico-químico e biológico de redução das concentrações de compostos organoclorados em solo e águas subterrâneas, através de tecnologia de aquecimento a partir de eletrodos, auxiliando na redução dos impactos dos corpos hídricos, possibilitando a qualidade de vida da população.

Empresa: RENAULT

Projeto: Internalização da Gestão de Resíduos Sólidos: Aterro Zero e Economia Circular

Descrição do projeto: A Renault do Brasil, após 10 anos de terceirização da gestão dos resíduos sólidos provenientes de seus processos industriais, decidiu pela internalização desta operação. Com esse projeto, passou a dar o melhor tratamento aos resíduos gerados, banindo o uso de aterros industriais, e com isso obteve maior eficiência dos recursos investidos em destinação de resíduos e redução de custos, e promoveu o reuso de materiais que antes eram descartados, com base nos conceitos de economia circular.

Empresa: MARS PETCARE

Projeto: Otimização da transferência de calor nos secadores

Descrição do projeto: O objetivo do projeto da Masterfoods foi a redução do consumo de gás natural de secadores utilizados no processo de fabricação de ração seca. Para atingi-lo, foi feita a redução da exaustão de ar dentro do secador (em torno de 50%). Eles também focaram na redução automática da chama (que emite o calor para dentro do secador) quando não houvesse produto, economizando gás e garantindo a permanência da qualidade da fabricação da ração.

Empresa: QUÍMICA AMPARO - YPÊ

Projeto: Água - Valorização e Consumo Sustentável

Descrição do projeto: A proposta da Química Amparo (Ypê) é uma resposta ao risco de indisponibilidade hídrica nas suas unidades. O projeto buscou a diminuição da vulnerabilidade por adventos de mudanças climáticas, a redução da captação hídrica de água fluvial e subterrânea (o que aumenta a durabilidade desse recurso e reduzindo o stress hídrico na área), a redução de custos pela diminuição de efluente gerado e o desenvolvimento de novas fórmulas que consomem menos água e rendem mais.

Empresa: SUZANO 

Projeto: Sustentainability-Linked Bond

Descrição do projeto: A Suzano foi a primeira empresa a emitir Green Bonds na América Latina, associados a programas de restauração ambiental, manejo florestal sustentável, eficiência hídrica, entre outros. São a segunda empresa no mundo, e a primeira nos mercados emergentes, nas Américas e no setor de papel e celulose, a optar pelo instrumento, o que nos mostra que as finanças verdes são uma grande tendência.

SOMA

Empresa: FRANÇA WOMEN HEALTH

Projeto: Enfrentamento à COVID-19 em clínica médica – segurança do paciente e gestão da crise

Descrição do projeto: No intuito de conter os avanços da COVID-19, a França Women Health promoveu mudanças no atendimento presencial de gestantes, o que resultou na utilização de novas tecnologias, como novos apps de digitalização de imagens, que facilitam o desenvolvimento e prática da telemedicina e garantem uma menor contaminação. 

Empresa: AVON

Projeto: Cuidar das pessoas é a nossa cara

Descrição do projeto: A empresa interrompeu a fabricação de cosméticos nos primeiros meses da pandemia de COVID para privilegiar a produção e doação de itens de higiene pessoal, que foram doadas ao Poder Público e às suas revendedoras. Além disso, por conta do aumento de número de casos de violência doméstica no período, a Avon convidou parceiros da iniciativa privada, da sociedade civil e do setor público para o movimento global #IsoladasSimSozinhasNão, e o #VizinhaVocêNãoEstáSozinha, facilitando o atendimento psicológico e jurídico para vítimas.

Empresa: ITAÚ UNIBANCO

Projeto: Todos Pela Saúde

Descrição do projeto: Com o “Todos pela Saúde”, o Itaú buscou esclarecer a população por meio de propagandas e vídeos institucionais, distribuiu máscaras para população e equipamentos de proteção individual, promoveu a construção de Centrais de Testagem em parceria com a Fiocruz e foi o maior doador privado do país, destinando R$ 100 milhões para financiar a produção de vacinas na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e no Instituto Butantan.

Empresa: SANTANDER 

Projeto: Efeito Santander - Força Total na pandemia

Descrição do projeto: O Santander, dentre outros feitos, realizou a compra de testes rápidos de detecção da Covid-19, além de equipamentos médicos, como tomógrafos e respiradores. Compraram máscaras, produzidas por microempreendedoras, e realizaram a importação de respiradores da China. Ele também se uniu à Central Única de Favelas (CUFA) para arrecadar recursos e apoiar as famílias e comunidades mais impactadas pela pandemia. Também arrecadaram mais de R$ 14 milhões para o combate a COVID através dos programas Amigo de Valor e Semana Santander.

Empresa: RHODIA 

Projeto: Amni® Virus-Bac OFF, fio têxtil inteligente no combate ao coronavírus

Descrição do projeto: A Rhodia trouxe uma inovação sem precedentes: um fio têxtil com propriedade antiviral e antibacteriana, que bloqueia a contaminação cruzada entre artigos têxteis e o usuário. Ele oferece uma proteção extra contra os vírus envelopados, entre eles o novo coronavírus. Sua aplicabilidade é enorme, e já existem projetos de ampliação da sua aplicabilidade para além de máscaras e roupas, como o revestimento dos bancos de ônibus, por exemplo.

Empresa: UNITAPAJOS 

Projeto: Movimento Proteger 

Descrição do projeto: O Movimento Proteger teve como objetivo reduzir os impactos da pandemia nas comunidades da área de influência do Terminal de Uso Privado da Navegações Unidas Tapajós, principalmente para mulheres de baixa renda. Eles desenvolveram programas de capacitação e proveram insumos para confecção de máscaras de proteção de tecido, oportunizando a geração de renda ao grupo e transformando a costura em um ofício rentável e permanente para as comunidades carentes.

Empresa: CLARO 

Projeto: Claro - Iniciativas para apoiar ações contra a pandemia de coronavírus

Descrição do projeto: Além de abrir o sinal para canais de notícias ao longo da pandemia, a Claro criou o Mães da Favela e o Push do Bem, iniciativas que buscam auxiliar mulheres vulneráveis e pequenos negócios . Ela também facilitou a conectividade de unidades básicas de saúde, postos de controle e hospitais de campanha e desenvolveu soluções de telemedicina. Por fim, realizou parceria com governos para soluções de educação a distância para que alunos de escolas públicas tenham acesso às aulas e desenvolveu uma solução em nuvem para o Ministério da Saúde para unificar os bancos de informações e garantir uma maior segurança.

Empresa: BASF

Projeto: A química nos une no combate ao coronavírus

Descrição do projeto: A BASF produziu insumos e itens de primeira necessidade, ajudando seus parceiros e clientes a abastecerem hospitais e suprir as necessidades de comunidades carentes. Também incentivou o voluntariado e engajamento de seus colaboradores para apoiar a sociedade e criou uma campanha contra a violência doméstica. As doações da empresa em 2020 no Brasil foram de aproximadamente R$ 4,7 milhões e impactaram mais de 1,7 milhão de pessoas na América do Sul.

Empresa: NEOWAY

Projeto: Neoway for Good

Descrição do projeto: O projeto Neoway for Good foi criado para ajudar governos, setores de saúde e negócios por meio de soluções tecnológicas e inovação. A empresa utiliza Big Data Analytics e inteligência artificial para ajudar a agilizar processos, contribuir para diminuição de gastos com equipamentos e medicamentos e auxiliar governos, hospitais, secretarias municipais e estaduais a coordenar melhor suas atividades de prevenção e atendimento a vítimas da COVID. Ela também busca incentivar projetos que beneficiam sobretudo pequenos e médios negócios no que tange a esfera tecnológica.

Empresa: BRISTOL MYERS SQUIBB

Projeto: Ações Integradas para enfrentamento à COVID na BMS Brasil

Descrição do projeto: O projeto da Bristol Myers Squibb explicita a preocupação com o colaborador antes de qualquer coisa. Eles promoveram o “No metting zone” e o o “No meeting Friday” incentivando os colaboradores a não agendarem reuniões nesse período, para ajudá-los a melhor acomodarem suas rotinas. Eles também investiram em um Programa de Mindfulness, uma adaptação online de sessões de ginástica laboral. Também organizaram debates pelos Grupos de Afinidade para a promoção de diálogos sobre Diversidade.

Saiba mais sobre os projetos vencedores acessando o portal oficial do Prêmio ECO.

 

PESQUISA E AGENDA SUSTENTÁVEL

Durante o evento de premiação também foi lançada nossa pesquisa inédita, realizada com 178 líderes de companhias e startups em operação no país, que apontou a forte alta no tema da sustentabilidade no Brasil, especialmente no mundo empresarial. A maioria dos respondentes (95%) informou já ter iniciado algum nível de engajamento e ações sustentáveis da companhia, sendo que 68% já reconhece benefícios diretos dessa agenda no seu negócio. Leia aqui a pesquisa completa neste arquivo.

“A pauta ESG está a cada dia mais influenciando as estratégias e modelos de negócios e criando novas oportunidades para empresas e para a sociedade como um todo”, contextualiza a nossa CEO, Deborah Vieitas, que na ocasião também lançou a agenda estratégica da entidade com o título “ESG, A SIGLA QUE REPRESENTA OPORTUNIDADE”, com acesso completo clicando aqui.

A nossa Agenda ESG traz uma pauta de advocacy, promoção de melhores práticas empresariais, ações de capacitação e publicações relevantes. “Em síntese, é a contribuição da Amcham Brasil para preparar nossos associados para a revolução sustentável em curso e para influenciar um ambiente de negócios mais próspero e competitivo", complementa nossa CEO.