Amcham apresenta compromissos ambientais do setor privado na COP 26

publicado 10/11/2021 09h45, última modificação 15/12/2021 15h48
Além de encontros com representantes do setor público e privado, a Amcham está participando de discussões sobre o papel das empresas no esforço de combate às mudanças climáticas
A Amcham também está participando de discussões sobre as tendências de sustentabilidade e as negociações climáticas em curso na COP.jpg

A Amcham também está participando de discussões sobre as tendências de sustentabilidade e as negociações climáticas em curso na COP

Com o objetivo de apresentar o que o setor empresarial tem feito no Brasil na área ambiental, a CEO da Amcham Brasil, Deborah Vieitas, e o Vice-presidente Executivo, Abrão Neto, estão participando, em Glasgow, na Escócia, da COP26 – 26ª Conferência das Partes da ONU sobre as Mudanças Climáticas.

“A COP 26 tende a ser determinante para definir os rumos da transição para uma  economia mais verde e tem contado com a participação ativa do setor empresarial e da sociedade civil”, afirma a CEO da Amcham Brasil, entidade que representa 1/3 do PIB brasileiro.

Além de encontros com representantes do setor público e privado, a Amcham está participando de discussões sobre temas relacionados ao papel das empresas no esforço de combate às mudanças climáticas, no Brasil e no mundo, bem como sobre as tendências de sustentabilidade e as negociações climáticas em curso na COP.

Entre as reuniões, a Amcham conversou, nesta segunda (08/11), com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, sobre a tramitação no Congresso de Projeto que cria o mercado de carbono no Brasil. Além disso, também discutiu com Izabela Teixeira, ex-ministra do Meio Ambiente, sobre o papel e mobilização da sociedade civil em temas relacionados a mudanças climáticas.

A Amcham acompanhou o evento “A Amazônia é o caminho para o nosso futuro”, promovido pela Natura & Co, com a  participação de Tasso Azevedo (MapBiomas), Beto Verissimo (Imazon) e da ex-ministra Izabella Teixeira, com moderação de Andrea Alvarez (Natura). Também participou do painel “Business Climate Leadership in Brazil”, organizado pelo CEDBS em parceria com We Mean Business e WBCSD.

No encontro, Peter Bakker, CEO do WBCSD, ressaltou que esta é a primeira COP que tem como objetivo central definir “como fazer” para implementar compromissos que combatam efetivamente as mudanças climáticas - e não mais “por que fazer”, tema que dominou as COPs anteriores.

Andrea Alvares, vice-presidente de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Natura&Co, destacou o know how social da empresa construído a partir da inclusão de cerca de 7 mil famílias em seus negócios na Amazônia, com as quais são discutidos processos extrativos e distribuição de recursos para as comunidades.

A Amcham também participou da discussão “As ferramentas brasileiras de planejamento e monitoramento das NDCs”, ocorrida no Brazil Climate Action Hub, da qual participaram Carolina Genin, diretora do programa de Clima do WRI Brasil, David Tsai, pesquisador do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), Tasso Azevedo, coordenador do MAPBIOMAS, Natalie Unterstell, sócia do Instituto Talanoa, e Leonardo Botelho, chefe do Departamento de Recursos Institucionais do BNDES.

 

BRASIL PELO MEIO AMBIENTE 

Através do movimento Brasil Pelo Meio Ambiente, a Câmara Americana de Comércio reúne 76 empresas, que juntas, realizam 127 ações de preservação ambiental com investimento total de US$ 2,4 bilhões. O movimento foi lançado, em maio, em preparação para a Cúpula do Clima e para a COP26, com grande destaque em reportagem do Valor Econômico.

Em 6 de outubro, a Amcham junto com o CEDBS entregou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, o posicionamento “Empresários pelo Clima”, documento assinado por 112 empresas e 14 entidades setoriais no qual defendem uma economia de baixo carbono e assumem responsabilidades nessa transformação. Leia mais aqui.