#BrasilPeloMeioAmbiente: inspire-se com o case de sustentabilidade da Bayer

publicado 28/07/2021 18h09, última modificação 28/07/2021 18h10
Iniciativa Carbono tem como objetivo Reduzir emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) no campo
#BrasilPeloMeioAmbiente: inspire-se com o case de sustentabilidade da Bayer

No âmbito do compromisso de reduzir em 30% as emissões de GEE no campo até 2030, a Bayer lançou no Brasil a Iniciativa Carbono. O projeto é voltado para agricultores, que recebem orientações para adotar práticas de manejo mais sustentáveis, contando com tecnologias de ponta para análise de solo e dados. As soluções são oferecidas em parceria com a Embrapa, utilizada como frente técnica para habilitar o mercado de carbono. A iniciativa da Bayer está em nosso inventário Brasil Pelo Meio Ambiente.

Quando lançada inicialmente, em julho de 2020, a Iniciativa Carbono no Brasil contou com mais de 400 produtores, com foco em soja e milho, em 15 estados, ultrapassando 80 mil amostras de solo analisadas. A partir dos avanços e aprendizados do primeiro ano, o programa entrou em um novo momento, chamado de PRO Carbono, que contempla um número ainda maior de agricultores, envolvendo mais de mil propriedades e presente em todos os estados do país.  

Segundo Fábio Passos, diretor do Negócio de Carbono da Bayer, os agricultores testarão o manejo ao longo de três anos, com apoio necessário para as práticas sustentáveis, como plantio direto, cultivo de cobertura e/ou rotação de cultura, e de impulsionadores de produtividade e carbono (como otimização do uso de fertilizantes, adoção de biotecnologia, soluções de proteção de cultivos e ajustes de densidade no plantio). “Ao fim, teremos entendido, dentro de cada uma das propriedades, como esse manejo funciona e qual o impacto na operação daquele agricultor”, afirma.  

A perspectiva de ganhos é otimista: a partir de estudos já realizados, é estimado que, ao final do programa, será possível obter um potencial ganho médio de mais de 10% em produtividade e de mais de 6% em rentabilidade. "Entendemos que a sustentabilidade deve estar cada vez mais conectada com a ação do negócio, não adianta colocá-la de um lado e o negócio de outro. Nosso desafio é convencer o agricultor e trazer para ele a receita de ser mais sustentável e receber mais por isso”, completa Fábio.  

 

SELEÇÃO DE PARCEIROS 

Para participar, os produtores precisam atender a pré-requisitos de conformidade social e ambiental — entre eles, respeito ao código florestal, às áreas de preservação e não estar em área indígena ou quilombola. Também é necessário ser usuário ou aderir à licença Plus da plataforma de agricultura digital da Bayer Climate FieldView™, fundamental para coleta, análise e rastreabilidade dos dados e que pode ser obtida gratuitamente por clientes com três ou mais estrelas no programa de relacionamento Impulso Bayer. 

Atendendo aos requisitos citados, os candidatos que quiserem fazer parte podem se cadastrar pelo site e a Bayer realizará uma triagem. Além disso, a seleção também é feita pelo time de campo da empresa (Representantes Técnicos de Vendas), que já têm o relacionamento local e conseguem identificar proativamente clientes que têm o perfil mais ambiental. “Temos usado muito do conhecimento da nossa equipe da ponta (time de vendas) para fazer as propostas e trazê-las para nós”, menciona Fábio.  

Entretanto, por se tratar ainda de um ensaio em rede, o executivo lembra que existe hoje uma limitação da quantidade de agricultores que podem entrar. “Estamos usando esses dados para os acadêmicos realizarem uma análise para propor a metodologia”, explica. Ele lembra ainda que o mais importante é garantir que o agricultor esteja de fato entendendo. “A ideia é não ter muito produtores agora porque ainda estamos em uma fase de experimentar o projeto e gerar dados” finaliza.  

 

COMPROMISSO AMBIENTAL 

A iniciativa da Bayer é um dos cases de destaque do nosso movimento #BrasilPeloMeioAmbiente, que pretende reforçar o compromisso ambiental do setor empresarial no Brasil. Por meio de um inventário, que pode ser baixado clicando aqui, promovemos o que as empresas estão fazendo de melhor em sustentabilidade no país. Qualquer empresa pode cadastrar iniciativas para serem avaliadas e, se aprovadas, inseridas no documento. Clique aqui para enviar seu projeto.  

O movimento terá duração até a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), em novembro deste ano, em Glasgow. Ao final, o inventário será encaminhado para os principais formuladores de políticas públicas no Brasil e nos Estados Unidos. 

Para Fábio, o movimento #BrasilPeloMeioAmbiente é muito importante porque nenhuma empresa e nenhuma pessoa vai conseguir fazer uma transformação dessa magnitude sozinha. A expectativa dele é de conectar benefícios, discursos e propósitos em rumo ao caminho certo. “Parte do que estamos falando é sobre dar visibilidade e exposição, mas também ajustar o que precisa ser ajustado. Iniciativas como essa abrem o espaço de criarmos conexões que não são apenas benéficas para quem está envolvido diretamente, mas também para o Brasil e sociedade como um todo”, pontua.