#BrasilPeloMeioAmbiente: Inspire-se com o case de sustentabilidade da Votorantim

publicado 27/08/2021 14h36, última modificação 16/11/2021 10h40
A organização criou uma nova empresa para administrar reservas florestais pertencentes a ela, que geram negócios verdes e são independentes financeiramente
#BrasilPeloMeioAmbiente: inspire-se com o case de sustentabilidade da Votorantim

Você já ouvir falar do Legado das Águas da Votorantim? Além de ser a maior área privada de preservação de Mata Atlântica do Brasil, é também um novo negócio da companhia, administrado pela empresa Reservas Votorantim. Esse case de sustentabilidade é um dos destaques do nosso movimento Brasil Pelo Meio Ambiente.  

O local consiste em uma área de 31 mil hectares divididos entre os municípios de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, no Vale do Ribeira, interior do estado de São Paulo. Nele, são aliadas desde a proteção da floresta e o desenvolvimento de pesquisas científicas até atividades da nova economia, como a produção de plantas nativas e o ecoturismo. “De modo geral, a estratégia do Legado é fazer o uso sustentável do território por meio do múltiplo uso da terra”, explica David Canassa, diretor das Reservas Votorantim. 

A Reserva é um dos únicos destinos do país com infraestrutura para oferecer ecoturismo no coração da Mata Atlântica com atividades para diferentes públicos, como trilhas, passeios aquáticos, mirantes e canoagem. A área ainda conta com opção de pousada e camping. As atividades podem ser guiadas com datas e horários pré-definidos e valores diferenciados, ou autoguiadas, com acesso a partir da compra do ingresso de visitação.  

Além disso, o Centro de Tecnologia e Pesquisa de Biodiversidade da Mata Atlântica (CTPB-MA) do local produz plantas nativas do bioma para reflorestamento e projetos paisagísticos, com capacidade produtiva de 200 mil mudas por ano de mais de 80 espécies nativas diferentes. Essas plantas são comercializadas no Pátio Caeté, centro de distribuição das plantas do Legado na capital paulista. “Mais de 90% das plantas comercializadas no país hoje são estrangeiras. No país mais biodiverso do planeta, as pessoas não conhecem a nossa própria vegetação”, manifesta David.  

Sendo assim, o objetivo da iniciativa é levar a Mata Atlântica de volta para os grandes centros urbanos, onde ela estava originalmente, mostrando que é possível fazer um paisagismo integrado que tenta reproduzir um pouco do que é a floresta de uma maneira bonita. “Queremos possibilitar que, dentro das cidades, a biodiversidade original regresse), aumentando a saúde das cidades”, explica o executivo.  

Por fim, a última vertente de negócio da reserva são as compensações ambientais. Dentro do território, são realizados estudos para receber valores de compensações ambientais de empreendimentos que precisam realiza-las e, em alguns casos, é possível recepcionar isso dentro do Legado, ajudando a mantê-lo.  

“O Legado das Águas é uma filial da empresa Reservas Votorantim e o objetivo dele é ser sustentável de fato também no tripé econômico. Ambiental ele sempre foi: agora, integra as cadeias sociais com o desenvolvimento de negócios e geração de renda para se manter”, declara David.   

50 ANOS DE HISTÓRIA 

A Reserva existe desde 1940. Na época em que o terreno foi comprado, a CBA não tinha energia elétrica suficiente para produção de alumínio e foram construídas sete pequenas hidrelétricas ao longo do Rio Juquiá. “Entendia-se, desde aquela época, que era importante preservar a floresta para se ter água nas usinas”, acrescenta David.  

Em 2012, a CBA – Companhia Brasileira de Alumínio, Nexa, Votorantim Cimentos e Votorantim Energia se juntaram para transformar esse território de 31 mil hectares no Legado das Águas, institucionalizado por meio de uma parceria com o Governo do Estado de São Paulo. E foi em 2014 que o local passou a ser administrado pela Reservas Votorantim LTDA., empresa do portfólio da Votorantim S.A. especializada em gestão de territórios e soluções baseadas na natureza para negócios tradicionais e da nova economia. 

 

Assista abaixo uma prévia em vídeo da iniciativa da Votorantim.

 

 COMPROMISSO AMBIENTAL  

A iniciativa da Votorantim é um dos cases de destaque do nosso movimento #BrasilPeloMeioAmbiente, que pretende reforçar o compromisso ambiental do setor empresarial no Brasil. Por meio de um inventário, que pode ser baixado clicando aqui, promovemos o que as empresas estão fazendo de melhor em sustentabilidade no país. Qualquer empresa pode cadastrar iniciativas para serem avaliadas e, se aprovadas, inseridas no documento. Clique aqui para enviar seu projeto.   

O movimento terá duração até a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), em novembro deste ano, em Glasgow. Ao final, o inventário será encaminhado para os principais formuladores de políticas públicas no Brasil e nos Estados Unidos. Até agora, já recebemos um total de 113 iniciativas empresariais, 68 empresas participantes e calculamos a soma de R$ 12,7 bilhões em investimentos até o final de 2021 (estimativa).  

Para David, o #BrasilPeloMeioAmbiente possibilita não apenas que as empresas exponham suas iniciativas, mas que também aprendam com os outros participantes, reunindo forças e juntando grandes negócios em um conjunto de projetos importantes. Além disso, mostra que os empresários brasileiros sérios estão buscando entregar produtos e serviços cada vez mais sustentáveis que podem ser exemplo para o Brasil e para o mundo. “Quando ficamos sabendo da iniciativa da Amcham, fomos talvez um dos primeiros a nos posicionar para participar, porque a iniciativa está totalmente conectada com a nossa atuação”, finaliza.