Deca ganha Prêmio Eco 2013 com tecnologia que não usa água em mictório

publicado 03/12/2013 14h00, última modificação 03/12/2013 14h00
São Paulo – Membrana sintética impede a volta de líquido do esgoto e dispensa a descarga de água
mictorio-deca-1631.html

O “Mictório Save”, da Deca, divisão de louças e metais da Duratex ganhou o Prêmio Eco 2013 na modalidade Práticas de Sustentabilidade, categoria Produtos ou Serviços. O produto deixa de usar 1,5 litro a cada uso, volume gasto por mictórios que utilizam água para eliminar a urina. O segredo está em uma membrana sintética que veda o ralo assim que o líquido cai na tubulação. Como não há contato entre a urina e a água que seria utilizada num sistema comum, não há cheiro.

A invenção segue a linha de inovação e tecnologia da marca, diz o diretor geral da Deca, Raul Penteado. Nesse caso, há o benefício significativo para o meio ambiente. “Nossos produtos são condutores de água, mas quanto menos necessitarmos dela, melhor para todos”, explica.

Consumo racional

Penteado conta que já havia um sistema com o mesmo fim, no exterior, mas com um alto custo, devido à tecnologia à base de óleo. O desenvolvimento do “Mictório Save”, com a membrana especial, começou há quatro anos.

Além dele, a marca já disponibiliza válvulas de descargas inteligentes e temporizadores, com o objetivo de reduzir o consumo da água. “É uma busca que não termina nunca”, comenta.

O custo do produto é 20% superior ao dos tradicionais. Penteado ressalta, no entanto, o ganho ambiental com a utilização racional. “A água é um recurso finito, além de seu tratamento ser caro. Ela é tratada antes e depois do uso”, destaca.

Representatividade

A empresa inscreveu o Mictório Save em função da tradição da premiação. “Há reconhecimento, com o Prêmio Eco, pela independência e seriedade com que é tratado. As empresas sérias buscam as premiações sérias”, avalia.

A escolha do júri reforça o objetivo da marca, de inovar na oferta de produtos, aliando-os ao gasto racional dos recursos naturais. “Adoraria que esse fosse um símbolo de cultura do uso racional da água, mas é mais um tijolo, um esforço de conscientizar e construir a responsabilidade”, declara.

A cerimônia da 31ª edição do Prêmio Eco acontecerá no próximo dia 09/12, na Amcham-São Paulo. O encontro terá palestra de Robert Eccles, professor de Harvard especialista em sustentabilidade. Veja como participar aqui.

registrado em: