Agenda Climática: entenda a importância das empresas na COP26

publicado 30/09/2021 13h42, última modificação 30/09/2021 13h53
Em posicionamento “Empresários pelo clima” o setor privado assume sua responsabilidade no combate às mudanças climáticas e busca por protagonismo em Conferência da ONU
COP26_amchambrasil.png

Participe do nosso encontro virtual 'Reta final para a COP26' nos dias 6 e 13 de outubro.

A agenda climática se tornou pauta crucial nas empresas, colocou o meio ambiente na mesa dos CEOs e despertou um gigante corporativo: o desafio de convergir negócios e responsabilidade social. 

Diante desse cenário, algumas empresas e instituições privadas já entenderam seu papel e responsabilidade no combate aos efeitos das mudanças climáticas. Em parceria com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), 107 empresas e 10 entidades setoriais assinaram o documento “Empresários pelo clima”.

O posicionamento destaca a importância de ações eficazes para a preservação do meio ambiente e defende:

  • o combate ao desmatamento ilegal

  • medidas empresariais para reduzir e compensar emissões de GEE

  • investimentos em tecnologias verdes

  • desenvolvimento de mercados de carbono voluntário e regulado no Brasil. 

“O mundo precisa, com urgência, caminhar para uma economia de baixo carbono e o setor empresarial no Brasil reconhece sua responsabilidade nessa transformação”, assegura o documento assinado pela Amcham. 

Nesse sentido, as empresas têm trabalhado a agenda climática com a promoção de uma retomada verde, baseada em economia circular, de baixo carbono e de inclusão. 

 

AGENDA CLIMÁTICA NA PAUTA EMPRESARIAL

A COP26 - 26ª Conferência das Partes da ONU sobre as Mudanças Climáticas, acontecerá entre os dias 1 e 12 de novembro em Glasgow, Escócia. Os olhos do mundo estão voltados para o evento e muitos acreditam que essa será a melhor, e talvez a última, oportunidade do mundo de abarcar ações que controlem as mudanças climáticas.

O posicionamento “Empresários pelo clima”, divulgado na última segunda-feira (27/09), será enviado à COP26 em novembro. Para os empresários signatários, a Conferência de Glasgow é uma oportunidade indispensável para consolidar o protagonismo do setor privado brasileiro na agenda climática e aumentar a competitividade do país.

Além disso, a iniciativa é um manifesto do setor empresarial ao pedir que o governo estabeleça metas mais ambiciosas para a agenda climática brasileira e reconheça as “vantagens comparativas extraordinárias” do país na busca por uma economia verde. 

“Objetivos climáticos ambiciosos correspondem à nossa convicção de que o Brasil deve buscar o protagonismo nas negociações de clima”, declara o documento, que faz um alerta: “o Brasil deve manter a sua centralidade nesse diálogo, sob pena do enorme prejuízo ao setor produtivo e à sociedade brasileira.”

Da mesma forma, sobre o mercado de carbono neutro, os empresários afirmam que é “uma oportunidade de estimular a economia mundial, abrindo fronteiras e alinhando esforços, para a inclusão dos países de todos os níveis de renda, com estímulo à inovação e atenção à integridade no combate ao aquecimento global”.

 

LEIA MAIS: COP26: o que esperar do maior evento mundial sobre mudanças climáticas

 

ANTECIPE ESTRATÉGIAS DE SUSTENTABILIDADE 

Para debater as expectativas sobre a COP26 e os impactos de seus resultados sobre a agenda climática, realizaremos nos dias 6 e 13 de outubro um encontro virtual com a presença de atores governamentais (Ministérios do Meio Ambiente e da Economia) e representantes do setor empresarial. 

Confira os painelistas com presença confirmada no evento:

DIA 1 - 06 de outubro:

  • Embaixador Paulino Neto, Secretário de Assuntos de Soberania Nacional e Cidadania do Itamaraty 

  • Richard Ridout, Chefe do Departamento de Clima e Energia da Embaixada do Reino Unido no Brasil 

  • Luiz Pretti, Presidente do Conselho, Amcham Brasil 

  • Malu Nachreiner, Presidente da Divisão Crop Science da Bayer Brasil 

  • Marcelo Marangon, CCO do Citibank 

 

DIA 2 - 13 de outubro:  

  • Deputado Marcelo Ramos, Vice-presidente da Câmara dos Deputados 

  • Marcus Paranaguá, Secretário de Clima e Relações Internacionais do Ministério do Meio Ambiente 

  • Carlos da Costa, Secretário Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia 

  • Ignacio Ybáñez, Embaixador da União Europeia no Brasil 

  • Guilherme Leal, Copresidente do Conselho de Administração da Natura 

  • Silvio Cascione, Diretor para o Brasil da Eurasia Group. 

 

Participe do nosso encontro ‘Reta Final para a COP26’ e entenda como os resultados da Conferência poderão impactar a atuação das empresas no Brasil e no mundo - clique aqui e inscreva-se!

 

FAÇA PARTE DA TRANSFORMAÇÃO 

Desenvolvemos a iniciativa #BrasilpeloMeioAmbiente com o objetivo de dar maior visibilidade para ações corporativas de preservação ambiental no Brasil, inspirando não apenas outras empresas, mas a sociedade como um todo. 

Conheça o Movimento #BrasilpeloMeioAmbiente, compartilhe suas iniciativas da agenda climática e faça parte da transformação que tornará o Brasil um dos protagonistas do futuro global de economia climática - acesse aqui.