Grupo Boticário: fabricação de hidratantes com processo 100% a frio poupa o ambiente

publicado 09/12/2016 11h40, última modificação 09/12/2016 11h40
Mudando a fórmula de seus produtos, empresa elimina etapas de aquecimento e resfriamento na fabricação de loções
grupo-boticario-6730.html

Em processos produtivos de cosméticos, são comuns as etapas de aquecimento e resfriamento graças à características físicas e químicas das matérias-primas utilizadas naqueles produtos. No entanto, essas etapas gastam muita energia e água. Pensando em tornar a fabricação de loções hidratantes mais ecoeficientes, o Grupo Boticário mudou a fórmula de 30 produtos, permitindo com que a fabricação fosse 100% a frio. O grupo recebeu o Prêmio Eco na categoria Processos - Empresas de Grande Porte, pela iniciativa.

O foco do grupo nas loções corporais foi justamente porque esses produtos, tradicionalmente, precisam das etapas de aquecimento e resfriamento, além de terem um longo processo de fabricação e representarem um volume grande de comercialização. Alterando a fórmula dos produtos, a empresa conseguiu eliminar essas etapas, o que também reduziu o tempo total da fabricação. Durante o ano de 2015, todas as loções hidratantes das linhas Nativa SPA e de Cuide-se Bem adotaram o processo, tornando a empresa inovadora e pioneira no mercado cosmético nacional.

A adoção desse processo significou uma redução média de 71% no tempo de fabricação, gerando eficiência operacional e reduzindo indiretamente o consumo de recursos; 70% no consumo de energia elétrica; 15% no custo de transformação e 10% no custo de matérias-primas.

A expectativa da empresa é que, juntamente com outras iniciativas ecoeficientes, a empresa tenha um retorno de 100% no valor investido em até três anos. Além disso, o Grupo Boticário aponta que essa preocupação com sustentabilidade resultará em uma economia de 10 milhões de reais até 2024.

registrado em: