Habitar Construções Inteligentes: redução de 93% na geração de resíduos

publicado 09/12/2016 12h02, última modificação 09/12/2016 12h02
Sistema pré-fabricado para imóveis também contribuiu para eficiência da empresa
habitar-1674.html

A produção de resíduos na construção civil caminha no sentido contrário da sustentabilidade. O setor é um dos maiores consumidores de recursos naturais não renováveis, além de apresentar processos construtivos pouco eficientes.De acordo com a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção e Demolição (Abrecon), o Brasil produz cerca de 84 milhões de metros cúbicos de resquícios de construção civil e demolição por ano. Esse montante está relacionado ao mau uso e ao desperdício de matérias-primas, principalmente aquelas relacionadas aos materiais de difícil reciclabilidade.

Se opondo aos formatos tradicionais e agregando os princípios do consumo sustentável ao setor, a Habitar Construções Inteligentes, construtora com atuação nacional, desenvolveu um novo formato construtivo para casas e pequenas edificações com foco no entulho zero. O que isso quer dizer?

A partir de uma técnica já difundida em países desenvolvidos, a empresa oferece um sistema pré-fabricado de construção com base em painéis de concreto armado, feitos de acordo com o projeto do imóvel.

O interessante é que o modelo dispensa os desperdícios de um canteiro de obra, pois a tecnologia do processo produtivo é capaz de dar previsibilidade para a construção. Todos os encanamentos, tubulações e conduites de energia já são adicionados no momento de produção dos painéis que, depois de finalizados, dão corpo à obra.

Além de contribuir com o meio ambiente, a Habitar diminuiu em até 20% os seus custos com a construção. Outro aspecto relevante foi a redução no tempo de conclusão da obra, que caiu cerca de 30%. No entanto, o maior destaque do processo pré-fabricado ficou com a redução da geração de entulho, 4% por obra, ou seja, 93% menos descartes por imóvel.

registrado em: