Prêmio ECO faz 30 anos em 2012 refletindo a história da sustentabilidade no Brasil

por andre_inohara — publicado 12/01/2012 11h19, última modificação 12/01/2012 11h19
São Paulo – Amcham manterá modalidades ‘Elis’ e ‘Práticas de Sustentabilidade’ do prêmio neste ano

O Prêmio ECO chega aos trinta anos em 2012 como o principal troféu de práticas de sustentabilidade no Brasil. A importância do prêmio se confunde com a história da sustentabilidade no Brasil, e por isso a Amcham prepara uma reflexão sobre o significado do ECO.

“Vamos fazer uma releitura do troféu”, disse Daniela Aiach, gerente de eventos corporativos da Amcham e responsável pelo Prêmio ECO. “Ao analisarmos a trajetória do prêmio, poderemos ver a história da sustentabilidade no Brasil”, acrescenta.

Iniciativa da Amcham e do jornal Valor Econômico, os organizadores do ECO sempre cuidaram para que o prêmio refletisse as tendências mais atuais de responsabilidade socioambiental.

O nome ECO é uma fusão entre Empresa e Comunidade, e busca captar o compromisso corporativo com o desenvolvimento social.

Lançado pela Amcham em 1982, o Prêmio ECO foi pioneiro no reconhecimento de empresas que adotam práticas socialmente responsáveis. Desde então, a premiação já mobilizou 2.064 companhias brasileiras e multinacionais.

Elas foram responsáveis pela inscrição de 2.563 projetos, sendo que 225 deles foram premiados. Em 2008, o ECO passou a ser uma realização conjunta da Amcham e do jornal Valor Econômico.

Na edição de 2011, o Prêmio ECO foi dividido em duas categorias (em 2010, eram quatro). A primeira delas reconhecia as empresas que incorporaram a sustentabilidade em sua gestão, e foi batizada de Estratégia, Liderança, Inovação e Sustentabilidade (Elis).

A outra modalidade foi chamada de Práticas de Sustentabilidade, e se subdividiu nas categorias Sustentabilidade em Produtos e ou Serviços e Sustentabilidade em Processos.

A estrutura de categorias será mantida este ano, conforme Daniela. “Fomos felizes na escolha de categorias, os inscritos não tiveram dúvida, e 2012 vai ser um ano de consolidação dessa estrutura.”

Os vencedores de 2011

Em 2011, foram selecionados 12 trabalhos, vindos de 108 projetos de 85 empresas. Dessas, 22 eram pequenas e médias empresas, responsáveis por 24 projetos, enquanto que 63 companhias de grande porte inscreveram 84 trabalhos.

As inscrições aumentaram 32% em relação a 2010, impulsionadas também pelo esforço de divulgação em nível nacional que envolveu todas as regionais da Amcham.

Isso se traduziu em projetos inscritos de Estados que nunca haviam participado do prêmio como Ceará, Espírito Santo, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Ao todo, as candidaturas de 2011 vieram de 13 estados, bem acima das oito que concorreram no ano anterior. “Houve vencedores de cinco estados diferentes”, observa Daniela.

Modalidade Elis

- O Boticário Franchising S.A. (grande porte)
- Walmart Brasil Ltda. (grande porte)
- Pontal Engenharia Construtora e Incorporadora Ltda. (pequeno e médio porte)
- Formatta Negócios (pequeno e médio porte)

Modalidade Práticas de Sustentabilidade/ Categoria Sustentabilidade em Processos:

- Libra Terminais S.A. (grande porte)
- Walmart Brasil Ltda. (grande porte)
- Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia – Coopalm (pequeno e médio porte)
- Pontal Engenharia Construtora e Incorporadora Ltda. (pequeno e médio porte)

Modalidade Práticas de Sustentabilidade/ Categoria Sustentabilidade em Produtos ou Serviços:

- Kimberly-Clark Brasil Indústria e Comércio de Produtos de Higiene Ltda. (grande porte)
- Braskem S.A. (grande porte)
- MPX Energia S.A. (pequeno e médio porte)
- Viação Metropolitana Ltda. – VIM (pequeno e médio porte)

registrado em: